Março Azul Marinho – Campanha de Prevenção do Câncer Colorretal

Março Azul Marinho – Campanha de Prevenção do Câncer Colorretal

Março Azul Marinho – Campanha de Prevenção do Câncer Colorretal

 O mês é dedicado também à campanha “Março Azul Marinho” que visa conscientizar sobre os riscos e a prevenção do câncer colorretal. Considerado o terceiro mais comum entre homens e mulheres no Brasil segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o tumor ataca o intestino grosso (ou cólon) e o reto, parte final do intestino.

            O câncer colorretal surge a partir de pólipos, ou seja, quando ocorre um crescimento de anomalias na parede interna do cólon ou do reto. Se diagnosticado precocemente, o tumor pode ser curável na maioria dos casos.

            Apesar de ocorrer em qualquer idade, o câncer colorretal ganha mais força à medida em que as pessoas envelhecem. Sendo mais comum em indivíduos de 50 e 60 anos, segundo os especialistas.

Continue lendo este artigo e entenda as principais causas, sintomas e tratamentos que integram a prevenção do câncer colorretal.

Causas do Câncer Colorretal

            O consumo excessivo de carnes vermelhas, frituras, alimentos com corantes, defumados (linguiça, salames e salsichas)  e a falta de exercícios físicos são alguns dos fatores de risco que contribuem para o surgimento do tumor.

            Além disso, homens e mulheres acima de 50 anos, a obesidade, diabetes, tabagismo ou o histórico genético propiciam o desenvolvimento da doença no organismo.

Principais Sintomas do Câncer Colorretal

            Nos estágios iniciais, os sintomas são quase nulos. Quando os sintomas aparecem, podem variar de acordo com o tamanho e localização do câncer colorretal. Veja abaixo, a relação dos primeiros sinais da doença:

 O principal sintoma é: o sangramento retal ou nas fezes;

Diarréias ou constipação;

 Fraqueza ou fadiga;

Dores na região anal;

 Vômitos e náuseas;

 Sensação de que o seu intestino não esvazia completamente;

 Perda de peso inexplicada;

 Anemia sem causa aparente;

 Dores abdominais, gases ou cólicas.

            Ao identificar os sintomas, é recomendado buscar ajuda médica para realizar a prevenção do tumor ou receber o tratamento adequado.

Prevenção do Câncer Colorretal

            A campanha Março Azul Marinho objetiva levar informação e conscientizar a população sobre o câncer colorretal. Sendo assim, a ação mobiliza programas de prevenção da doença para oferecer mais qualidade de vida à todos.

            Após a consulta com um médico, ele fará o encaminhamento de um dos principais métodos preventivos contra o câncer colorretal, que são:

Colonoscopia

            A colonoscopia é o procedimento padrão que investiga e realiza o diagnóstico das células cancerígenas no revestimento interno do intestino grosso e parte do delgado, correspondente ao reto e ao cólon.

            No exame, o médico analisa a presença de tumores, inflamações, pólipos e outras alterações do órgão, para encaminhar o tratamento correto.

Sigmoidoscopia

            A sigmoidoscopia consiste em um exame endoscópico minimamente invasivo que analisa a sigmoide (parte inferior do intestino grosso) e o reto. O método é utilizado para avaliar os sintomas gastrointestinais, como alterações nos hábitos intestinais ou sangramento retal.

Detecção de sangue nas fezes

            Como o próprio nome já diz, o exame analisa a presença de sangue oculto nas fezes. Se o resultado for positivo, será necessário encaminhar o paciente à um tratamento em razão da presença de um trauma, tumor ou inflamação.

Tratamentos para o Câncer Colorretal

       O tipo de tratamento para o câncer colorretal vai ser determinado pelo médico conforme os resultados dos exames e o estágio do tumor. Se diagnosticada precocemente, a doença apresenta grandes chances de cura por meio de tratamentos como: cirurgias, radioterapia e quimioterapia.

12 visualização(ões)

Ultima visualização: 02/04/2020 02:57

#Família